TRT da Bahia recebe Selo Diamante do CNJ

 

 

A excelência na gestão da informação no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) acaba de ser reconhecida em premiação nacional concedida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta segunda-feira (5/12). O TRT baiano recebeu o Selo Justiça em Números na categoria Diamante, a mais alta categoria do prêmio. A condecoração foi entregue à presidente do Tribunal, desembargadora Maria Adna Aguiar, durante a programação do 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário, que acontece na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

 

 

 

''Agradeço a cada magistrado e servidor do TRT da 5ª Região, todos engajados em contribuir para uma administração mais eficiente e célere'', afirmou a desembargadora Maria Adna Aguiar ao receber a honraria das mãos do conselheiro Bruno Ronchetti, que preside a Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do CNJ. Ela afirmou que, além do reconhecimento dos bons serviços prestados, o prêmio mostra que a Justiça do Trabalho da Bahia está no caminho certo para que a jurisdição seja prestada de modo célere e efetivo.

 

 

 CNJ

Outros cinco tribunais do Trabalho foram agraciados com o selo Diamante, além do TRT5-BA: os TRTs da 1ª Região (RJ), 4ª Região (RS), 6ª Região (Pernambuco), 14ª Região (Rondônia e Acre) e 15ª Região (Campinas), além do Tribunal de Justiça de Alagoas e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Veja aqui a relação de todos os agraciados com o prêmio, que também possui as categorias ouro, prata e bronze.

 

 

 

Além da presidente do TRT5-BA, participam do encontro o corregedor regional, desembargador Esequias de Oliveira; o juiz auxiliar da Presidência, Firmo Ferreira Neto; a secretária-geral da Presidência, Yerma Bulhões Bittencourt; e o diretor de Gestão Estratégica, Márcio Fernando Ribeiro.

O 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário reúne presidentes e corregedores dos tribunais e conselhos da Justiça, além de membros da área de governança e gestão estratégica do Poder Judiciário. Os objetivos são aprovar as metas nacionais a serem cumpridas pelos órgãos da Justiça em 2017 e divulgar o desempenho parcial dos tribunais no cumprimento das metas deste ano.

 

Secom TRT5 (Lázaro Britto, com informações do CNJ) - 5/12/2016