Sede do TRT no CAB: projeto será atualizado antes do lançamento do edital

 Secom TRT5

 

A contratação de uma Parceria Público-Privada (PPP) poderá ser a alternativa adotada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5) para o prosseguimento da construção de sua nova sede no Centro Administrativo da Bahia (CAB). A deliberação foi sinalizada em reunião ocorrida na tarde desta quinta-feira (12) no Gabinete da Presidência, em Nazaré, com membros do Comitê de Acompanhamento da Construção, grupo composto por magistrados e servidores do Tribunal, além de representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT/BA), da OAB e do Sindjufe.

 

Segundo o diretor-geral, Tarcísio Filgueiras, ficou deliberado também que o prosseguimento da licitação poderá ficar condicionado à nova atualização do projeto arquitetônico, em razão de vários pedidos de esclarecimento relacionados ao edital, questionamentos esses que provocaram a suspensão da licitação da segunda etapa da obra, que ocorreria no último dia 10.

 

Participaram da reunião desta quinta a vice-presidente do TRT/BA, desembargadora Nélia Neves; o juiz auxiliar da Presidência, Gilmar Carneiro, a diretora do Fórum do Comércio, juíza Angélica Ferreira; o diretor-geral Tarcísio Filgueiras; o procurador-geral do MPT/BA, Alberto Balazeiro; o advogado Francisco Bertino de Carvalho; além dos assessores da Presidência, Luciana Aguiar e André Pereira de Souza.

 

Secom TRT5 (Lázaro Britto) - 13/03/2014