TRT/BA e Caixa assinam termo aditivo para prosseguimento da nova sede

 Secom TRT5

Instrumento garantirá recursos para a conclusão da nova sede da Justiça do Trabalho da Bahia

 

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT/BA), desembargador Valtércio Ronaldo de Oliveira, e o vice-presidente da Caixa, Gilberto Magalhães Occhi - acompanhado do superintendente regional Luiz Antônio de Souza -, assinaram nesta segunda-feira (9) o Termo Aditivo ao contrato original para a construção do complexo da nova sede do TRT/BA no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Segundo o instrumento, a Caixa acrescenta ao financiamento o valor de R$ 45 milhões, recursos que garantirão o prosseguimento da obra e a construção dos sete módulos remanescentes.

 

A assinatura do termo aditivo ocorreu durante a sessão do Tribunal Pleno desta segunda e contou com a presença de magistrados e servidores, além de representantes da Caixa, entre eles o gerente regional Juscelino Campelo e o gerente da Agência TRT, José Conceição Pereira. ''A assinatura deste termo nesta sessão solene marca mais uma etapa decisiva na realização do sonho de ter uma Casa digna não apenas para magistrados e servidores, mas principalmente para todo o jurisdicionado baiano'', afirmou o presidente.

 

''Para nós, a consolidação deste ato se dará apenas com o término da obra e a inauguração da nova sede'', disse o vice-presidente da Caixa, Gilberto Occhi, ao fazer uso da palavra. Ele fez questão de ressaltar que a proposta atualizada foi convalidada pela diretoria colegiada da Caixa, em Brasília. Ao agradecer a confiança depositada pelo TRT/BA à instituição, Gilberto Occhi disse ainda estar convicto de que o Tribunal terá sucesso nas etapas subsequentes ao termo aditivo, que correspondem à publicação do edital de licitação e a retomada da construção. 

 

 Secom TRT5

 

LICITAÇÃO - De acordo com o diretor-geral do TRT/BA, Tarcísio Filgueiras, a publicação do edital de licitação ocorrerá após a publicação do termo aditivo no Diário da Justiça do TRT e tão logo seja deliberada pela Comissão Especial de Licitação. O procedimento destina-se à construção de sete módulos da nova sede e deverá ocorrer em um único lote, para apenas uma empresa ou consórcio. 

 

Dos oito módulos previstos para abrigar toda a Justiça do Trabalho da Bahia, um módulo administrativo já está construído. Em abril deste ano, os desembargadores do TRT baiano ratificaram o prosseguimento da obra em uma sessão do Tribunal Pleno, na qual votaram pela homologação do projeto arquitetônico inicial e lançamento do edital da segunda fase da obra.

 

Secom TRT5 (Lázaro Britto) - 10/12/2013