TRT-BA participa de encontro nacional de comunicação

 Divulgação

 

Começou nesta quarta-feira (27) o VIII Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom), em Fortaleza (CE), com a participação de Defensorias Públicas e do Tribunal de Contas da União. O TRT da Bahia está sendo representado pela diretora da Secretaria de Assessoramento em Comunicação Social (Ascom).

 

Aberto com o tema Justiça, Comunicação e a Fórmula da Inovação, apresentado pelo jornalista Luciano Pires, consultor em planejamento e marketing, a palestra tratou da importância de uma comunicação com a sociedade de forma criativa, apontando que "o conhecimento das necessidades do público é mais importante do que uma avaliação técnica na hora de definir o formato da mensagem". Ele apontou que em qualquer atividade, temos que inovar o seu formato no dia a dia.

 

Em seguida, o presidente da OAB Nacional, Ophir Cavalcante, o editor do Consultor Jurídico, Márcio Chaer, além dos professores das Universidades Federais do Ceará e do Rio de Janeiro, Adísia Sá e João Emanuel Evangelista, respectivamente, falaram sobre Justiça, Comunicação, Transparência e Acessibilidade. ''A Justiça começou a buscar na comunicação social uma nova relação com a sociedade'', apontou o presidente da OAB, seguindo em defesa da imprensa, que chamou de ferramenta que mudou o posicionamento da sociedade em relação à Justiça Brasileira. Segundo ele, a conscientização dos cidadãos sobre seus direitos fortalece e contribui para a construção de uma verdadeira democracia. ''Precisávamos de uma reação da sociedade que acompanha cada tema da Justiça de grande interesse agora''.

 

O editor do Consultor Jurídico (um site renomado que divulga apenas notícias do Judiciário) destacou a necessidade de se construir pautas positivas, que aproximem o povo da Justiça, esclarecendo o seu funcionamento e não se restringindo apenas às ações institucionais e eventos.

 

A última palestra do dia ocorreu com o Secretário de Finanças de Fortaleza, Alexandre Cialdini, o procurador Cláudio Chequer, o jornalista do Diário do Nordeste, Flávio Paiva, além do presidente nacional da Central Única das Favelas, Preto Zezé, que trataram do tema Justiça, Comunicação, Transparência e Acessibilidade.

 

''A mídia deve ter o mesmo interesse das instituições, quando se trata de interesse público, além de saber diferenciá-los dos interesses dos órgãos envolvidos'', ressaltou o procurador Cláudio Cequer.

 

Nesta quinta-feira (28), os temas serão Justiça, Comunicação e Ética no Serviço Público, seguido da palestra ''Comunicação e a Lei de Eficiência''. No período da tarde, Planejamento e Gestão em Comunicação, Redes Sociais, Gerenciamento de Crises e Agenda Ambiental serão tratadas nas oficinas de trabalho.

 

Ascom TRT5 (Léa Paula) - 28.6.2012