Presidente do TRT5 inaugura Fórum de Coité, que vai atender 18 municípios

 

 

 

A cidade de Conceição do Coité e mais 17 municípios do nordeste baiano, entre eles Serrinha, passam a contar com uma moderna sede própria da Justiça do Trabalho. A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA), desembargadora Maria Adna Aguiar, inaugurou o Fórum Maria Nunes da Silva Lisboa, em endereço privilegiado na Praça Theógenes Calixto, logo ao lado da Câmara Municipal, onde passará a funcionar a Vara do Trabalho da cidade.

 

'Estamos beneficiando uma população de quase meio milhão de pessoas e atingindo o fim da Justiça, que é o de levar a paz social, assegurando o funcionamento das empresas da região e protegendo os seus trabalhadores. Instalações mais apropriadas e espaçosas eram uma reivindicação dessa importante Vara, que recepciona o maior número de processos trabalhistas em toda a Bahia' frisou a magistrada, referindo-se ao fato de 2.934 novas ações, em média, terem chegado a cada ano naquela jurisdição. 'Somente com uma Justiça do Trabalho mais bem aparelhada pode-se pensar em efetividade plena na prestação jurisdicional e duração razoável do processo trabalhista, como dispõe a Constituição Federal', concluiu a presidente.

 

A área construída pela atual gestão em apenas 11 meses, tempo recorde, é de 1.068m², com uma planta padrão, que disponibiliza amplas salas, acessibilidade, interligação direta entre os vários ambientes e aproveitamento da luz natural. Em Coité haverá também o recolhimento de água de chuva para uso em diversas atividades. A nova sede foi erguida por meio de um convênio firmado entre o TRT5 e a Caixa Econômica Federal, que repassou R$ 1,8 milhão, tendo como contrapartida a exclusividade como instituição bancária no Fórum da Justiça do Trabalho na capital.

 

'Os magistrados, servidores, advogados e a população se sentem prestigiados pela gestão da desembargadora Maria Adna. O prédio resolve graves problemas estruturais que tínhamos como falta de espaço, instalações velhas e mesas que não eram ergonômicas. Com a inauguração, a presidente reafirmou o compromisso do Tribunal com a população', ressaltou a juíza titular da Vara do Trabalho de Coité, Ingrid Oliva Boness.

 

 

HOMENAGEADA - A solenidade foi marcada por homenagens à desembargadora Maria Nunes da Silva Lisboa, primeira juíza concursada do Brasil e pioneira no exercício da magistratura no TRT5. A desembargadora Maria Adna Aguiar ressaltou suas virtudes: 'A inesquecível Marietinha, como era carinhosamente conhecida por todos, era uma mulher de inestimável força de viver, que sempre buscou nas superações de suas lutas o reforço e hegemonia de sua personalidade cativante, de grande simplicidade e senso de humor, ao mesmo tempo a sua intransigente defesa dos valores do Direito do Trabalho', disse emocionada, levando a família da homenageada às lágrimas.

 

Dentre suas sentenças mais polêmicas, consta a que a desembargadora Maria Nunes mandou penhorar a imagem da padroeira da cidade de Feira de Santana, sendo excomungada pelo padre. 'Deus está vendo que só protejo os mais fracos', afirmou  na época. E se tornou destaque na revista de esporte Placar, por ter dado a primeira sentença no Brasil considerando que todo profissional que ficava na concentração do time antes do jogo tinha direito a hora extra. 'Minha foto na revista saiu ao lado do jogador Rivelino', disse vangloriando-se.

 

'Ela sempre teve amor pela dignidade da pessoa humana. Era muito alegre e brincalhona. A Justiça sempre foi o seu ideal de vida. A homenagem da presidente do TRT5 foi linda e maravilhosa, era merecia ser imortalizada', disse a filha de Marietinha, a também juíza Márcia Lisboa.

 

 

JURISDIÇÃO - A jurisdição da Vara de Coité inclui, além do município-sede, os de Araci, Biritinga, Candeal, Capela do Alto Alegre, Gavião, Ichu, Nova Fátima, Pé de Serra, Pintadas, Queimadas, Retirolândia, Riachão do Jacuípe, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia, Valente e Barrocas. As principais atividades econômicas da região são o beneficiamento da fibra e fabricação de mantas, fios e cordas de sisal, além de fábricas de cordas sintéticas, calçados, água sanitária, velas, bebidas, redes plásticas, sacos, sacolas, refrigerantes, torrefações de café e confecções; A industrialização contribui de forma significativa para o comércio.

 

SOLENIDADE - Estiveram presentes à solenidade de inauguração o corregedor regional do TRT5, desembargador Esequias de Oliveira; os desembargadores Valtércio de Oliveira, Tadeu Vieira e Graça Boness; o prefeito de Conceição de Coité, Francisco Alves dos Santos; o procurador Regional do Trabalho, Jairo Sento Sé; o gerente-geral da Caixa no município, Glauber Henrique Souza; os juízes Firmo Leal Neto e Agenor Calazans; a secretária-geral da Presidência, Yerma Bittencourt; o diretor-geral, Antônio Imperial; secretários municipais, advogados e servidores.

 

Secom TRT5 (Josemar Arlego) - 9/11/2016