Partes com dificuldades para emitir boletos pelo SIF devem utilizar o SisconDJ

Os usuários que enfrentam problemas para emitir guias de recolhimentos no portal do TRT5 utilizando o Sistema de Interoperabilidade Financeira (SIF), da Caixa Econômica Federal (CEF), devem utilizar o Sistema de Controle de Depósitos Judiciais (SisconDJ), do Banco do Brasil, ambos disponíveis na página (https://www.trt5.jus.br/guias) de Guias de Recolhimento  do Tribunal. A informação é da Presidência do TRT5, no curso do Processo Administrativo (Proad) nº 186/2022.                  

De acordo com a comunicação do Núcleo de Suporte Operacional ao PJe (Nusop) no Proad, o problema na emissão de boletos, quando utilizado o link do SIF, ocorre sempre que uma das partes do processo não tiver o CPF/CNPJ cadastrado no PJe, mesmo que não seja a parte escolhida como depositante do boleto gerado. A exigência, segundo o Nusop, é uma regra própria do sistema da Caixa. 

Como o TRT5 possui dois sistemas de acolhimento de depósitos em pleno funcionamento, as partes poderão utilizar o SisconDJ como solução de contorno.

Secom TRT5 (Lázaro Britto) - 14/1/2022