Sedes da Justiça do Trabalho na Bahia tornam-se mais acessíveis

 

Fórum de Ilhéus

 

 
Desde o início da gestão, em novembro de 2015, a Presidência do TRT da 5ª Região tem tido grande preocupação com a implantação de itens de acessibilidade nas sedes da Justiça do Trabalho na Bahia. A orientação da presidente, desembargadora Maria Adna Aguiar, é tornar os prédios da capital e interior cada vez mais adaptados às necessidades de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, em atendimento à legislação em vigor (Lei 10.098/2000, Decreto Lei 5.296/2004 e Lei 13.146/2015 - Estatuto da Pessoa com Deficiência), que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade.
 
 

 

Fórum de Simões Filho

 

Os fóruns dos municípios de Brumado, Itapetinga, Ipiaú, Conceição do Coité e Paulo Afonso, inaugurados mais recentemente (os dois últimos durante esta gestão), já contam com rampas e piso tátil, que garantem o pleno acesso e locomoção de cadeirantes e deficientes visuais. Outras sedes receberam intervenções para a instalação desses dois itens, como foi o caso nos municípios de Simões Filho e Ilhéus. O primeiro conta, ainda, com plataforma elevatória, equipamento que, em breve, será instalado em Ilhéus e, também, na sede administrativa da capital (Ed. Presidente Médici). Os projetos seguiram o normativo técnico NBR9050 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que define parâmetros a serem observados na construção e adaptação de edificações.
 
Recentemente, os fóruns de Alagoinhas, Barreiras e Feira de Santana ganharam piso tátil. Dessa forma, com exceção do município de Euclides da Cunha, que já tem projeto para construção de nova sede que atenda aos requisitos de acessibilidade, todos os prédios da Justiça do Trabalho localizadas no interior do estado já contam com, pelo menos, rampa de acesso. Mais de 1/3 dos imóveis já têm piso tátil instalado.
 
Secom TRT5 – 28/6/2017

 

Fórum  de Juazeiro

 

Secom TRT5, com fotos do Núcleo de Engenharia e Arquitetura e de Nélio Albino (Juazeiro) - 22/6/2017