TRT5-BA e UFBA iniciam diálogo sobre convênio

 
Representantes do TRT da 5ª Região e da Universidade Federal da Bahia se reuniram, na tarde da última quarta-feira (11), para iniciar o diálogo sobre uma possível parceria para viabilização de várias ações acadêmicas, dentre as quais um mestrado profissional para magistrados e servidores do Regional baiano. O encontro aconteceu na Reitoria da UFBA, onde a presidente do TRT da 5ª Região, desembargadora Maria Adna Aguiar, o diretor da Escola Judicial do TRT5-BA, desembargador Norberto Frerichs, magistrados e servidores foram recebidos pelo reitor da instituição, João Carlos Salles.
 
A proposta é que, além da faculdade de Direito, outros institutos sejam envolvidos na parceria, na perspectiva de ampliar o campo de pesquisa multidisciplinar no estado. Em um primeiro momento, ao menos as Faculdades de Educação e Ciências Humanas deverão ser envolvidas no projeto. ''Na Bahia, a pesquisa no campo do Direito do Trabalho e Coletivo tem pouca extensão e, ante a dificuldade de liberação de magistrados e servidores para realizar estudos fora, essa parceria será um grande avanço'', disse a desembargadora.
 
O reitor da UFBA considerou muito interessante a proposta e uma minuta do convênio já está sob análise das instituições. Em relação ao mestrado profissional, já foram iniciadas as tratativas junto à Faculdade de Direito, por meio de professores daquela instituição, que também são juízes do TRT5-BA. Caso avance em todas as instâncias de análise da UFBA, a proposta deverá ser submetida à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação responsável pela expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu no Brasil.
 
Também participaram do encontro o juiz auxiliar da Presidência Firmo Ferreira Leal Neto, o coordenador e o vice-coordenador de cursos da Ejud5, juízes João Batista Sales Souza e Murilo Carvalho Sampaio Oliveira, o assessor da Presidência, Senildo Paulino de Santana, a Chefe de Núcleo da Ejud5, Ana Lúcia Aragão, e Ivana Cléa Gusmão de Oliveira, servidora que integrará a seção pedagógica da Escola.
 
Secom TRT5 - 13/10/2017